Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Intervenções de Manuel Casimiro e textos de Michel Butor sobre as gravuras de goya

Texto Michel Butor:
o pintor hesita entre a debutante negra e o anunciador platinado que a apresenta 

 

Museu Colecção Berardo, de 27 de Novembro de 2008 a  1 de Fevereiro de 2009

O Museu Colecção Berardo tem a honra de apresentar em Lisboa, de 27 de Novembro de 2008 a 1 de Fevereiro de 2009  “Caprichos” – Intervenções do artista Manuel Casimiro e do escritor francês Michel Butor sobre as gravuras de Goya.

A exposição “Caprichos” é uma visão contemporânea das oitenta extraordinárias obras que o pintor espanhol, Francisco José de Goya y Lucientes, iniciou nos anos seguintes à grave doença que o atingiu, em 1792.

A exposição “Caprichos” é uma visão contemporânea das oitenta extraordinárias obras que o pintor espanhol, Francisco José de Goya y Lucientes, iniciou nos anos seguintes à grave doença que o atingiu, em 1792.

Estas gravuras principiam com um imponente auto-retrato onde Goya se representa com uma enorme cartola preta na cabeça, ar grave e distante a olhar para lá do espaço, atento à vida.

Goya em “Os Caprichos”, em tons surdos de negros e cinzentos, retrata numa primeira série de gravuras, de forma satírica a terrível realidade social banhada em cupidez, ignorância, prostituição, vaidade, fanatismo, sobretudo do clero, e parasitismo das classes abastadas e da nobreza, com enormes injustiças sociais. Numa segunda série, a partir da gravura El sueño de la razón produce monstruos, é consagrada às monstruosas barbaras e infernais superstições que se opõem à razão. Goya encontrou aqui a forma genial e universal de representar ao mesmo tempo o real e o fantástico.

As intervenções (em forma de ovoidal) de Manuel Casimiro nestas imagens dos Caprichos de Goya pertencem a uma numerosa família de trabalhos que o artista tem vinda a executar desde 1974.

O ovóide aparece nas diferentes situações dos Caprichos, como uma espécie de incógnita de um problema que se expõe para ser resolvido por quem vê, de forma pessoal. Ele obriga-nos a libertarmo-nos das ideias feitas, incitando-nos a seguir o nosso próprio itinerário. O excelente e profundo texto do Michel Butor vai também neste mesmo sentido.

A exposição Caprichos está patente no Museu Colecção Berardo, de 27 de Novembro de 2008 a 1 de Fevereiro de 2009 com entrada gratuita.

Ainda no âmbito desta exposição irá realizar-se no Institut Franco-Portugais, no dia 28 de Novembro, pelas 18h, um diálogo com Michel Butor, Manuel Casimiro e Nuno Júdice (escritor, poeta e ensaísta português) seguido pela apresentação do livro CAPRICHOS.
 

Mais informação aqui


Arquivado em:

e-Cultura às 17:55 | link do post | comentar

BLOGUE DO CENTRO NACIONAL DE CULTURA

ESTE BLOGUE ESTÁ ABERTO À PARTICIPAÇÃO DE TODOS. ENVIE O SEU TEXTO (CRÍTICA A UM ESPECTÁCULO, LIVRO, FILME OU EXPOSIÇÃO) INDICANDO OS SEUS DADOS PESSOAIS PARA O NOSSO ENDEREÇO DE EMAIL. OS TRABALHOS SELECCIONADOS SERÃO PUBLICADOS NESTA PÁGINA.

EMAIL

CNC_RGB_300dpis
CNC @ Facebook

CNC @ Twitter

Visitantes
(desde Agosto de 2008) online
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Arquivo

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Arquivado em

a a vida dos livros

a vida dos livros

actividades cnc

alberto carneiro

aldo rossi

almada negreiros

almeida garrett

ana ruepp

antónio couto viana

antónio feio

blogues

bolsas jovens criadores

câmara clara

camilo martins de oliveira

carlos amado

centenário da república

centro nacional de cultura

cinema

condolências

crítica

cultura

cultura hoje

cursos

cyrano de bergerac

d. tomaz da silva nunes

dagoberto markl

democracia

destaque cultural do dia

dona canô

duarte ivo cruz

duarte ivo cruz; garrett

edmond rostand

europa

exposições

fernando amado

fernando pessoa

filosofia

fotografia

garrett

germana tanger

guilherme d'oliveira martins

helena cidade moura

helena vaz da silva

humor

internet

jacarandás

japao

joão bénard da costa

joão osório de castro

jornal falado

josé saramago

josé viale moutinho

josé vidal-beneyto

julián marias

lançamentos

literatura

london letters

malangatana

manuel lourenço

maria josé nogueira pinto

mário bettencourt resendes

matilde rosa araújo

música

notícias

óbito

padre alberto de azevedo

papa bento xvi

património

peregrinação ao japão

personalidades

pintura

ramos rosa

ruy duarte de carvalho

sándor márai

sophia de mello breyner andresen

teatro

teatro da ribeira

tempo de férias

teresa bracinha vieira

teresa vieira

tratado de lisboa

união europeia

viagem ao encontro da santa rússia

viagens cnc

whitney houston

todas as tags

links
Artigos recentes

O Conde de Vimioso

TEMPO DE FÉRIAS…

NA MORTE DE ARIANO SUASSU...

LONDON LETTERS

A VIDA DOS LIVROS

FOMOS EM BUSCA DO JAPÃO

A Força do Ato Criador

FOMOS EM BUSCA DO JAPÃO

Bom dia pé!

OS MAIS ANTIGOS TEATROS D...

blogs SAPO
subscrever feeds