Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

The Great Debate 1.JPG


The great debate, 2015

O formato não convida a qualquer debate político real e as capacidades ali evidenciadas são diversas das exigidas pela governação de um país. Ainda assim, envolto no frenesim mediático do costume, milhões de espetadores assistem a debate televisivo entre sete líderes partidários mais adimplemento de sound-bytes a confirmar as posições de cada qual.

The Great Debate 2.JPG

Ooh la la. Mieux vaut faire que dire! A Pensions Reform entra em vigor no novo ano económico e concede liberdade de acesso total aos montantes descontados durante a vida de trabalho. As implicações dos impostos também antecipados assombram a popular medida do imaginativo Chancellor of Exchequer. Para já não se vê corrida ao dinheiro das pensões.  — Hmm. Better take advice of your pillow. As negociações internacionais com o Iran em torno do programa nuclear avançam mais um passo pela mão do US President Barack Obama e sob o ceticismo do Global Israel comandado por Mr Benjamin Netanyahu. Harry of Wales diz adeus às armas na Australia. Oxford e Cambridge preparam a 2015 Boat Race agendada para o próximo fim-de-semana, com a revolução secular de uma simultânea corrida no feminino.

The Great Debate 3.JPG

Fine weather with even some spells of sunshine em London. A temperatura amena aprova a joyeux Easter holiday, já hoje coroada pelo inovador Money day return introduzido por apelativa reforma nas pensões. Em versículos cruzados, os Tories hasteiam o free to choose na segurança social enquanto os trabalhistas antes trauteiam o antigo refrão do dar com uma mão para  se retirar com a outra. A semana do shopping for votes tem momento alto, porém, no ITV debate entre o Prime Minister David Cameron e o Opposition Leader Ed Miliband mais os party outsiders em dia de sol. Tudo aqui foi excessivo. Em formato tão sobreocupado ressalta o eco anti-emigração de Mr Nigel Farage (Ukip) a par de senhoras com ideias fraturantes: Mrs Nicola Sturgeon (SNP), Natallie Bennet (Green) e a quase ignota Leanne Wood (Plaid Cymru). Na confusão das propostas, a audiência concede vitória a alguém que quer partir a unidade do United Kingdom: a Scotland First Minister.

Mas a batalha eleitoral continua. As surpresas do dia são um memo a informar da preferência azul em Downing Street da RH Nicola Ferguson Sturgeon, que o refuta, e uma nova deserção Tory para os ukkipers, para os lados de Hessle (Yorkshire). No mais da week 2 of the campaign temos políticos a peregrinar pelas 650 UK constituencies com off-duty uniforms e partidos dia após dia a revelarem vasto arsenal da persuasão política. Com Conservatives e Labourites em caprichoso empate técnico nas sondagens, acompanhado pelo do-or-die dos Liberal Democrats, ideia pastoril ressoa na imagem de RH David Cameron literalmente beijando tenro cordeiro em doce Easter Sunday. Que os main parties dominam com mestria a power play, demonstrado está nesta conquista diária dos media. Abordagens dos candidatos ao Number 10 para mitigar o défice e combater a dívida, é que nada. Os detalhes das variantes mais impostos ou mais cortes ficam para depois da eleição de May 7 Não engana, pois, o 2015 General Election tracker: Labour – 33,3%; Conservatives – 33,3%; Ukip – 14%; Lib Democrats – 8%; e Greens – 5%. Faltam 30 dias para o decision day.

The Great Debate 4JPG.JPG

Excelente notícia vem do design world, a somar à first time ever 2015 Newton Women’s Boat Race entre as equipas universitárias de Oxford e de Cambridge no percurso tradicional da competição no Thames River. The Randall’s Fifties estão de regresso em linhas modernizadas, mas sempre com aquele seu misto de practical & good looking. O clássico mobiliário do pós-guerra em solid mango permanece na memória como acessível às carteiras, generoso no espaço e com natural, cómoda e sólida composição. Em era que favorece a engenharia das coisas complicadas, saúde-se a imaginação deste retorno à sofisticação de simples objetos úteis. — Well. If it ain't it broke, don't fix.


St James, 6th April

Very sincerely yours,

V.