Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

The Law of The Land1.JPG

The Law of The Land, 1215-2015

 

“To no-one will we sell, to no one deny or delay right or justice.” A ninguém venderemos, a ninguém negaremos ou atrasaremos direito ou justiça. Com estas palavras cerra a cláusula 29 da Magna Carta selada pelo King John a June 19, 1215, em Runnymede, após cinco dias de negociação under truces com revoltosos barões. 

The Law of The Land2.JPG

Ao estatuir que nem o monarca está acima da lei, a Great Charter firma-se como embriónica rocha das modernas liberdades e do estado de direito. — Chérie, qui se détourne évite le danger!

Que o poder não aceita facilmente limites prova-o o facto de esta carta régia sobreviver durante apenas 12 semanas, até ser repudiada pelo Pope a preces do dito Bad King. O abuso cedo a recupera e as gentes lhe garantem longevidade. — Hmm. Do as you would be done by. Nos nossos dias, The Queen preside à parada Trooping The Colour e distingue 1,163 pessoas por serviços à comunidade. Já a US First Lady Michelle Obama visita London para promover a causa da educação feminina. A European Space Agency maravilha com a mensagem “Hello Earth! Can you hear me?” emitida pela Philae, que acorda sete meses depois de lançada pela nave mãe Rosetta e aterrar na superfície do cometa 67P.

The Law of The Land3.JPG

Glorious Summer days around. As atenções repartem-se entre a metrópole engalanada para The Queen’s official birthday, com a tradicional prime piece of pageantry e a British Royal Familý no balcão do Buckingham Palace, e um burgo 20 milhas a oeste de London: Runnymede. Elisabeth II preside ali à cerimónia que assinala o 800th anniversary of The Great Charter. Com a Patron of the Magna Carta Trust está o neto Prince William, segundo na linha do trono. A coroa renova assim a fidelidade à Law of The Land. Hoje mesmo, três das cláusulas de 1215 permanecem no Britain's Statutes Book que reúne a Law of the United Kingdom. A influência da rule of law passa fronteiras. Inspira a US Declaration of Independence e a US Bill of Rights. Parcelas do articulado constam até da Universal Declaration of Human Rights, incidentally pela mão de Sir Winston Churchill.

The Westminster system é legado desta tradição de liberdade, a qual exige defesa de todos em todos os tempos. O antigo Prime Minister Gordon Brown adverte agora para novos perigos que pairam sobre The Land of the free, devido a táticas partidárias de divide and rule. Na sua ótica, os Tories “starting to give up on Scotland” com os planos de "English votes for English laws." Esta é uma fresca advertência que o  EVEL ampliará divisões no reino. “If the United Kingdom collapses, it will not be because a majority of Scots are hellbent on leaving but because the UK Government is giving up on saving it,” escreve num artigo no The Guardian

Elisabeth II celebra o aniversário oficial (o seu é a April 21) com saudação em Buckingham a par dos Princes Philip, Charles, William e George, a parada Trooping The Colour em St James e a criação de novos 33 knights but only 7 dames

The Law of The Land 4.JPG

O Dr William Frankland, 103-year-old e um dos pioneiros da allergy research que trabalha com o inventor da penicilina, destaca-se nas distinções deste ano. Os actores Eddie Redmayne e Benedict Cumberbatch entram nas honras e são jovens nobres cavaleiros da Most Excellent Order of the British Empire. Também o US actor Kevin Spacey recebe “an honorary knighthood” ao terminar a 10-year run como diretor artístico do London's Old Vic. Entre os membros da ordem de cavalaria da democracia britânica, criada pelo King George V em 1917, estão duas ilustres académicas da University of Oxford: Frances Mary Ashcroft e Frances Anne Cairncross, uma Professor of Physiology e outra Rector no Exeter College. Por “political service” surge um discreto protagonista eleitoral. O CEO do Arbuthnot Banking Group e ora Sir Henry Angest é apontado como a generosíssima mão que entrega aos Tories £7m em doações e empréstimos. — Well, well. Actions speak louder than words.

 

St James, 15th June

Very sincerely yours,

V