Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

LL1.JPG

Lancelot 'Capability' Brown, 1716-2016

O cavalheiro é menos conhecido pelo nome de batismo que por elogioso epíteto de trabalho. Capability ou Lancelot Brown nasce há 300 anos e lega alguns dos fabulosos English gardens and parks que hoje desfrutamos, do Hampton Court ao Blenheim Palace, envoltos numa singular, neoclássica e aprazível composição paisagística.  

LL2.JPG

As comemorações brownianas contam com o realíssimo apoio de HRH Charles of Windsor e duram o ano inteiro de 2016 no verde estatal do reino. — Chérie. Abondance de bien ne nuit pas. A campanha do euroreferendo enrijece em vésperas da Budget Week e com o Labour ausente de combate. Se a proposta de Brussels centralizar o controlo dos asylum seekers inflama as paixões em ilha sobrelotada, os risky jobs da eventual Brexit adquirem uma súbita forma corpórea. — Well! Use soft words and hard arguments. Na White House Race, o antigo candidato Mr Mitt Romney desfere crú ataque contra o rebelde Mr DJ Trump. A rival Mrs Hillary Clinton sobe na elegibilidade, com um evento à vista para agitar o voto hispânico. O US President Barack Obama apronta polémica visita a Cuba. Mrs Anne Frances Robbins, aka Nancy Reagan, parte aos 94 anos, sob a aura de First Lady dos Thatcher years. Aos 74 despede-se pioneiro internauta e inventor do Email, Mr Ray Samuel Tomlinson.

LL3.JPG

Cold skies with thick clouds em London. O tricentenário de Mr Lancelot Brown (1716-83) domina o calendário. A louvar competente jardineiro, Clarence House liberta uma mensagem do Prince Charles convidando tutti quanti a demonstrar a true love por hortos, árvores e flores em romagem aos parques reais: “This spring, we should rediscover these beautiful places in the heart of the countryside ‒ a visit will lift the spirits and boost our rural economies.” O herdeiro do trono enfatiza o significado histórico do King’s Master Gardener conhecido pela criação de warm and loving environments, observáveis nas landscape commissions de George III, bem como pelo nickname por usual comentário quanto ao potencial dos lugares. O filho de Northumberland é um arquiteto paisagista avant-la-lettre. Cedo Capability conjuga as excelências florais com bosques, trilhos e casas para bem as fruir. Desta intervenção na linha do horizonte resulta verdadeira magia: Blenheim é exemplo mor, com cenário, jardim e lago saídos de imaginação tridimensional que soma o perfil palatino à ondulatura dos campos em perspetiva absolutamente inconfundível. Mas sobre o ido génio em 1764 nomeado hortelão de Hampton Court e cuja mão encanta em Lacock Abbey via Corsham Court (Wiltshire), Croome Court (Worcester) ou Hills of Horsham (o Lancelot’s lost Sussex garden, segundo a Historic Houses Association), recordem-se palavras de RH Horatio Walpole, 4th Earl of Orford, em carta de pesar: "Your dryads must go into black gloves, Madam, their father-in-law, Lady Nature’s second husband, is dead!"

Não harmónico ou contrastado com continental jardin à la française está o debate referendário que anima as quatro nações do reino. Downing Street avisara: a Brexit door ameaça o emprego. O risco contém hoje ilustração prática. Mr John Longworth é suspenso e resigna do cargo de diretor geral da British Chamber of Comerce após um ameno apoio ao Out. O gestor opina que “the UK could have a brighter future outside the European Union." Especula-se agora sobre o negro fim de RH Boris Johnson! Defendendo “the case for Britain leaving the EU” no Andrew Marr Show, o Mayor de London sentencia que “it would be wonderful outside.” Arriscará tal otimismo uma fria estadia na medieva Tower junto ao Thames? O caso BCC encoleriza Exiters e mesmo Remainers, mas sobretudo acresce ao já audível questionamento em Westminster acerca da atuação do outrora eurocético RH David Cameron. Note-se que o Prime Minister e o Tory Govt fruem fina maioria na House of Commons, apesar da ativa abstenção das oposições participarem no que entendem como a Tory Civil War. Ainda assim, nestes dias em que tanto o French President François Hollande como o German Finance Minister Wolfgang Schäuble sinalizam catástrofe na saída britânica, o Labour Leader surpreende. Nem assuntos europeus, nem orçamentais o movem! RH Jeremy Corbyn admite, sim, liberalizar indústria nada virtuosa e marcha em Cardiff contra os planos governamentais para regrar as greves no setor público. No mais da blue on blue battle: Only 107 days to go…

Por citar números e desconcertos, duas interessantes estatísticas políticas tombam na mailbox. A primeira respeita à maratona para o 1600 Pennsylvania Avenue. Contextualizem-se as contas em Washington, DC. A nomeação como candidato oficial carece de 1,237 dos 2,472 delegados a eleger à Republican National Convention.

ll4.JPG

Pois bem, até ao momento, em campanha que merece cuidado com os tempos de antena visionados por crianças, Mr Donald Trump averba 384 votos, Mr Ted Cruz possui 300 e Mr Marco Rubio tem 151. Com 835 representantes assentes na mais tensa eleição de sempre nos USA, teme-se mão do demo para seleccionar os 1,637 emissários ainda em falta no elefantino partido quando Mr Michael Bloomberg recusa a red carpet estendida pela elite do Great Old Party. O segundo censo é doméstico, mas de efeito também global. O Conservative Party dispõe de 330 deputados nos Commons. Ora, destes Members of Parliament, 161 dizem sim à permanência de Britain na EU e 132 apoiam a Brexit, mas 37 não comprometem para já o sentido do voto. — Hmm! Always learn by heart the old lessons by Master Will of a young king and his band of brothers in “The Life of Henry the Fifth:” The fewer the men the greater the share of honor.


St James, 7th March                    

Very sincerely yours,

V.