Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

 So many heavens, 2016

Quem ouça ou leia as declarações destes azuis dos quatro costados ficará talvez perplexo. As credenciais não os confundem com populismos. Donde, no mínimo, o leitor interrogar-se-á se a direita conservadora denota os primeiros sinais de revisão do "free-market dogma" que domina Britain desde a era Thatcher. Depois de RH Ian Duncan Smith sustentar que a austeridade "is in danger of drifting in a direction that divides society rather than unites it,” agora é Mr Peter Hitchens a interpelar o fruto das três décadas de hegemonia neoliberal.

Segundo o right wing commentator, "if it’s all been so beneficial, why do so many of the containers that arrive in British ports, full of expensive imports, leave this country empty?” — Chérie. Mieux vaut un présent que deux futurs. A crise que assombra a siderurgia abafa a introdução do National living wage (£7.20/hora) pelo Chancellor RH George Osborne. Já o líder do Labour Party prepara espetacular intervenção no festival rock de Glastonbury. — Hmm! Patience passe science. Arranca o arranjo euroturco para deportar emigrantes que falhem o asilo. Os Panama Papers desnudam os  tax heavens das elites globais, revelando informação financeira de personalidades desde Moscow e o President Vladimir Putin a London e o pai do Premier, Mr Ian Cameron, mais uns quantos Lords e investidores partidários. Mr Bob Woodward e Mr Robert Costa têm no Washington Post uma entrevista obrigatória a Mr Donald Trump, o Lonely Ranger que prevê nova recessão nos US. Dame Judi Dench recebe o seu oitavo Olivier Award, aos 81 anos, por Paulina em The Winter’s Tale.


Port Talbot, 2016: Não é apenas a indústria siderúrgica que está sob ameaça de extinção.

Sunny intervals within exigent and even thundering sky em London. Tormenta também para os lados de Wales. A Tata Steel decide encerrar as fábricas no UK e lança sombrias nuvens sobre o futuro da siderurgia britânica, os seus trabalhadores e famílias. Só em Port Talbot laboram 4,000 operários, mas toda a cidade depende da produção. A economia do aço dispõe ainda de mais 15,000 braços espalhados pelo reino. O berço da revolução industrial sofre natural abalo. HM Government recusa renacionalizar o setor e procura ativamente um remoto comprador, disposto a apostar numa recuperação em mercado global dominado pela China. Os Tories igualmente rejeitam discutir a emergência na House of Commons, tal qual clamam as Unions e o Labour Party. As linhas do debate contêm o seu quê dos anos 70s, quando Mrs Thatcher encontra na crise dos mineiros terreno propício para perfurar o então temível poder sindical. Muitos, porêm, estão descontentes com algo diverso da alegada passividade de Downing Street ‒ as regras europeias que limitam a manobra em Westminster. No Daily Telegraph sublinha hoje RH Boris Brexit Johnson que, além dos altos custos ambientais de contexto e dos preços baixos subsidiados por Beijing, “there is Brussels, which is exacerbating both problems.” Com o dossiê assim objetificado na campanha euroreferendária, teme-se o pior.  No mais do cada vez mais incerto voto de 23rd June: Only 79 days to go…

Mas falemos de assunto completely different, quando a indignação popular promete aquecer o termómetro político conjuntamente com fogueira fiscal alimentada pela Panama Paper’s Leak. O Springtime e an old admiration pela Royal Agricultural Society of England a tal obrigam. Movamos o olhar para as rural areas. A luxúria epocal da natureza não ofusca as dificuldades crescentes de quem ali possui modo de vida. Daí que ao prazer das flowers, birds & bees some saber de duas iniciativas de um pioneiro nem sempre bem compreendido do conservacionismo: HRH Charles of Wales. A um tempo é a surpresa de o ouvir no último Gardener’s Question Time da BBC 4 a falar dos seus Highgrove Gardens, com o adicional das aventuras de plantar árvores com o neto George mais seven interesting tips para as artes da horticultura. A um outro tempo é o gosto de conhecer a ação do Prince’s Countryside Fund. O PCF apoia atualmente 210,000 pessoas em 158 projetos agrários por todo o United Kingdom, com financiamento de £7 million, seja no auxílio por perdas causadas pelas cheias nas terras de Cumbria e Yorkshire, seja na recuperação de village pubs em Norfolk ou na inovação de small farms no South-East. O mundo rural tem por cá discreto Royal Champion à altura das causas ambientais. Well! Bear in mind “Troilus And Cressida” and the cheerful courtesy of the Ulysses of Master Will: One touch of nature makes the whole world kin.


St James, 4th April                      

Very sincerely yours,

V.