Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

MORTE E VIDA SEVERINA

Morte e Vida Severina.JPG

4.

Compadre José, compadre,

que na relva estais deitado:

conversais e não sabeis

que vosso filho é chegado?

Estais aí conversando

em vossa prosa entretida:

não sabeis que vosso filho

saltou para dentro da vida?

Saltou para dentro da vida

ao dar seu primeiro grito;

e estais aí conversando;

pois sabei que ele é nascido.
 

Falo somente para quem falo, Poeta, que muito há quem padeça de um sono morto. Mas tu sabes que ele é nascido, ele o menino-menina que mesmo sem despertador, eis: que mesmo sem nome que o baptize por inteiro, bate, bate, bate pálpebras face ao sol estridente que lhe cabe pelo mundo, cuidar e cultivar.

Ámen.

 

M. Teresa Bracinha Vieira

Agosto 2015