Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

NO SOPÉ DO MUNDO

 

No sopé do mundo

Contaram-me uma noite

Uma fábula verdadeira

Vinha ela dos afagos de uma alma

E de uma mão minha laçada à entrada de um deserto.

Disse-me o estrangeiro:

O teu início

Aquele que errou pelo meu peito durante toda a noite

Descobriu-me entre duas guerras:

A que me impediu que a respiração se unisse enquanto sonho

E a outra que em mim tu cantaste e em ti me quis

Solitário

Exposto à chegada de todos os exércitos

Antecipando a época

Da grande viuvez.

 

E eis-me assim e agora

A lavar com leite

As faces escarpadas

Dos recifes

Sem te aprisionar

Em mapa algum

 

Mas procurando-te 

 

 

Teresa Bracinha Vieira

Maio 2017