Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

BRUCE SPRINGSTEEN

BRUCE SPRINGSTEEN: o artista também participou da música "we are the world” que tinha o objetivo de arrecadar fundos para o combate da fome na África,

 

Um dia, não sei quando,

Vamos chegar àquele lugar

Aonde queremos ir de verdade

E caminhamos ao sol.

Mas, até lá, vagabundos como nós

 

O pai de Bruce trabalhava como motorista e era de origem holandesa e irlandesa e a mãe tinha ascendência italiana. Nasce Bruce em 1949 e só muito mais tarde, desperto para o álbum The River, cujas letras das canções se focam na classe operária e conduzem a baladas de grande intensidade emocional. Fiquei atenta quando o disco Born in the USA lançado em 1984, foi um êxito extraordinário (são vendidos 15 milhões de discos) e referindo-se o título deste disco ao tratamento recebido pelos veteranos da guerra do Vietname nos E.U.A.. Alguns amigos e outros colegas da própria banda de Bruce foram veteranos dessa guerra violentíssima. Os nacionalismos de que então o acusam são fruto de entendimentos errados sobre esta contestação que Bruce achou imprescindível fazer e deste modo.

 

E acredito que existe uma terra prometida

(…) tenho feito tudo para viver como deve ser

(…) mas por vezes sinto-me tão fraco

(…) e quero encontrar alguém desejoso de ver algo a começar

 

E acrescenta no seu poema A Minha Cidade

Tinha oito anos e corria com uma moeda na mão

Sem esperar e vindo o tempo,

(…) um dia ela beijou-me como apenas um anjo solitário sabe fazer.

Assim o disse Bruce na sua canção Espirito da noite.

 

Julgo que Bruce Springsteen sempre soube que sonho e felicidade se não misturam e que só no segredo da vida se caminha para a felicidade no coração, ou não cantasse também We are the world,

Sabendo ele de outro modo que

my feet they finally took root in the earth

 

Teresa Bracinha Vieira