Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

 

Untitled.jpg

 

Now is the winter of (Lab)our discontent, 2016

 

Brilhante. Traduzindo peculiar remodelação do Shadow Cabinet em gostosa navegação através das obras de Master Shakespeare, RH David Cameron passa mensagem em plena sessão das PMQ’s que todos fora da House of Commons ouvem: ‒ Can we have an

Untitled 2.jpg

Opposition, please?! As lutas de poder no Labour Party impedem-no, todavia. — Chérie. Il ne faut pas se fier aux apparences. HM Queen Elizabeth II e o Duke of Edinburgh assinalam o 100th Anniversary do término da Gallipoli Campaign (1915-16). William e Kate of Cambridge estão também no Sandringham War Memorial entre quantos homanageiam os caídos no Dardanelles, em operação da I WW que custa quase 500 mil vidas e o emprego a RH Winston Churchill como First Lord of the Admiralty, conduzindo ao governo con-lib do Prime Minister H. H. Asquith. — Oh! The vision thing. O British National Party falha a notificação anual dos órgãos dirigentes e da morada oficial mais taxa de £25, com a Electoral Commission a anular o estatuto partidário à força de extrema direita que das ruas nos 80s sobe a meio milhão de votos nas eleições de 2010. Já o gémeo alemão Pegida cresce em agressivas marchas após onda de crimes em Cologne envolvendo refugiados, a qual se teme ser nova fórmula terrorista e desnuda os desafios da open door policy da Bundeskanzlerin Angela Merkel.

A pale sky with cold rain and sun flashes em Great London; waiting the first snow of the year. São dias da partida de Mr David Bowie, um camaleão de 69 anos, após a edição de Blackstar. Chegam as primeiras imagens dos campos nevados em Lancashire e Yorkshire, belas e brancas, em contraste com tórridas reuniões no Parliamentary Lab Party. Aqui residem os rivais de RH Jeremy Corbyn, cega, surda e invariavelmente sob fogo dos blairites e aplauso dos corbynitas. Receio o que e como escrever? No virar do ano, o MP de Islington decide remodelar o Shadow Cabinet e obviar à gritante dissonância em torno de políticas críticas na defesa e na economia. Para uns é tardio arrumar da casa, para outros é agendada purga. Teme-se por RH Hilary Benn e… pelo Trident.

Untitled 3.jpg

As reuniões entre líder, apoiantes e amotinados abrem e duram trinta e quatro (34) horas, polvilhadas de spin de uma lynch mob, culminando no despedimento dos RH Pat McFadden (Europe minister) e Michael Dugher (Culture). Há ainda original dança de cadeiras e de pastas.

A coisa é tão pacífica no Labour frontbench que se seguem as demissões, live, na BBC, dos RH Stephen Doughty (Foreign Affairs) e Jonathan Reynolds (Rail). A melhor tela da intempérie nos dias e noite londrinas vem, porém, da bancada governamental. Num cada vez mais incaracterístico Prime Minister’s Question Time (PMQs), à boleia do MP de Stratford-on-Avon que roga à House of Commons e ao mundo para celebrar o Shakespeare400, Sir Cameron não vacila em exata, ferina e literária estocada: “I find that Shakespeare provides language for every moment. Let us consider what we are thinking about at the moment. There was a moment when it looked like this reshuffle could go into its twelfth night. It was a revenge reshuffle, so it was going to be as you like it. I think, though, we can conclude that it has turned into something of a comedy of errors—perhaps much ado about nothing. There will be those who worry that love’s Labour’s lost.”

Shall I compare thee… [..] So long as men can breathe, or eyes can see, / So long lives this, and this gives life to thee. Hesitante, para não rabiscar diverso, sobre quanto do atual Labourism é história, ou comédia ou tragédia, leio no dominical Independent que esta esquerda prepara curto-circuito legislativo em Westminster. Um documento interno ainda não publicado retira o power over policy do PLP, com as decisões a serem antes produzidas coletivamente no National Executive Committee. Se a ironia da clever language de Master Will passa tanto por mistaken identities como por complex plots, afigura-se que a Corbyn play apronta por guião o regresso partidário a combate antigo contra a VRWC-Vast Right Wing Conspiracy, e idealiza por cenário da Her Majesty's Loyal Opposition furtivo zoo político dos 70s dito comité central. Assim voltarão as greves nos serviços públicos, como estratégia de luta de todos contra todos. — Well! Sheep are all right animals.

 

St James, 11th January
Very sincerely yours,
V.

 

To my blue bird: — Fairwell, Ziggy Stardust.