Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

CRÓNICA DA CULTURA

Aniversário - Marc Chagall.jpg

 

ANIVERSÁRIO

 

Porém, a terra movente, abre-se ao amor e apazigua-nos e fazemos filhos para todos os deleites dos poetas, e assim levamos semente e fruto à linhagem da esperança.

Começa um outro aniversário que não desconhece que vamos festejando entre o toque do recolher e o da alvorada militar, como se festa só assim.

Ou festa só diferente?

Festa só por nascimento ao qual somos devotos impacientes.

É para ele que construímos bairros de aço que se fazem à obra de não ceder, enquanto nós, vestidos com metal, sentados nos degraus dos vãos da história, aguardamos na sala de partos este imaginado.

Ímpar e para sempre, ele será a única força que nos apoia no limite do humano e nos sustém.

Sopramos então velas e aprendemos que as sopramos também pelo olvido dos sinais que nos perturbam.

E logo que o escriba se aproxima

Ditamos:

Ó deuses! que viver neste acesso é viver no dólmen das folhas, lugar onde a própria tristeza não é mais do que asa.

Que eu e quem me beija, ali entre, sem vergonha de tanto prazer.

 

Teresa Bracinha Vieira