Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

CRÓNICA DA CULTURA

VINTE POEMAS (IV)

  


XVI

Outros séculos virão
Outras grades impedirão as aves
Do grito
Mas no ouvido concreto
O apelo
Às vidas de pé
Será consciência pura
De uma vitória


XVII

Somos gotas
E pouco mais

Às vezes gotas de água
Outras
Hálito

Amanhã
No buxo de um qualquer lodo
Indiferenciadas
As nossas pegadas

Só as glicínias
Têm memória

Só as abelhas
Zumbem

Só as crianças
De colina em colina


XVIII

Em cinzas
Depois do grande salto
Dirigimos as cartas
À existência que nunca se viveu


XIX

Ao princípio a guerra e a paz
Dividem-se pela fenda
Depois
Identificam
O atalho


XX

Que uma locomotiva
Transporte um cordeiro
Que a rama branca resgate
A nossa paz
E que tudo isto aconteça enquanto viajamos

Habitantes do humano

 

Teresa Bracinha Vieira

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.