Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

LONDON LETTERS

 

 

The Un-credible Shrinking Man, 2014

 

Jolly good, indeed! Bastam 3,45 minutos de Coalition Cabinet Meeting com ementa de trabalhos em austerity mode para suscitar sorriso no mais azul dos azuis. A campanha eleitoral trabalhista abre com curtíssima metragem sobre o executivo do dueto Cameron-Clegg. A película é a preto e branco, mais cinza, aliás, com diálogos rápidos, tea, cookies & The Tory Thinking. Caso de batalha naval: Quer o Cleggie governar para as famílias ou fazer amigos úteis? — Explique-moi, chérie, c’est quoi leur politique?! O debate político apresenta-se para já apostado nas legislativas de 2015 e não nos resultados das eleições locais e europeias de May 22. Partidas da imaginação, conservadora decerto, os programas partidários liquidificam-se na chuva mediática. — While the government is dinning, the parliament watches without saying a word! Vede vós o canal do Labour no YouTube em: The Un-credible Shrinking Man. As semelhanças são mera coincidência.

Dias solares, intermitentes chuveiros e planos avulsos em doce batalha do voto. Os primeiros dias persistem em dizer aos eleitores como devem pensar e não o que cada partido se propõe fazer. O rasgo vem do Labour. Think like a Tory! O clip é todo em sólido 50’s style, respeitando até a integridade do B movie que o inspira. O guião ameaça antologia. Momento alto é a promessa eleitoral dos liberais democratas de abolir as propinas. O Premier (actor Dominic Coleman) concorda com a eliminação da taxa de £3,000 university tuition fees; advoga subida para £9,000. O Deputy Prime Minister of the United Kingdom e Lord President of the Council (actor Kevin Hand) preenche o peito com entusiasmo. A discussão é memorável. Clegg: "I am just worried about the figures, sir." Cameron: "You mean the huge amount the students will owe?" Cle: "No, my ratings in the opinion polls. One has one's image to consider." Cam: "Think like a Tory, Clagg." Cle: "It's Clegg." Cam: "Being £30,000 in debt is an excellent incentive for a life of jolly hard work. Twenty five years is not a long time to pay off a loan." Cle: "So what you are saying is that we'd be doing the graduates a favour." One Tory cabinet minister: "You would be a hero." Cle: "I would quite like that.".

 

Humor à parte, no ar andam ilustres ecos de Brussels sobre naked and blatant hypocrisy: declara uma coisa o governo na mesa negocial e afirma outra diferente ao press corps. Também soam advertências ao avanço de racist populism nas sondagens. Algumas dão vantagem aos conservadores de Mr David Cameron — ocupado em personalizar o common man com clever small talk para domésticas sobre o so nice TV show das vésperas. Já o líder da oposição de esquerda Mr Ed Miliband antes brilha com nota para jornalistas sobre decidir com “facts and not polls.” Nas alas, ukippers e liberals jogam em doorstep strategy. Ora, se confirmam não serem instrumentos de cientistas, mas antes aparelho de manipulação de massas, eis números espalhados pelos media em ensaio de reinvenção da realidade. ICM/The Guardian, o qual no sufrágio de 2010 precisamente declarou apoio aos liberais democratas: Con – 33%, Lab – 31, Ukip – 15, Lib-Dem – 13. Porém, no indy YouGov: Lab 36%, Con 35, Ukip 14, LD 9. Algo apenas um pouco divergente.

Uma dúvida há. Acaso o sistema eleitoral representará o pluralismo do voto sob pesada abstenção? — That is the beauty of the way they do it!

 

St James, 13th May

 

Very sincerely yours,

 

V.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.