Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

NOVA EVOCAÇÃO DO TEATRO DAS FIGURAS

 

Justifica-se esta nova evocação do Teatro das Figuras de Faro, pois cumprem-se exatos 20 anos da assinatura do Contrato-Programa assinado pela Município com o Governo, para edificação deste notável edifício, projeto do arquiteto Gonçalo Byrne.

 

Recorde-se: existe uma tradição histórica de edifícios teatrais no Algarve, que vem do século XVIII, com edifícios e atividades de espetáculo designadamente em cidades como Faro, Olhão, Tavira, Loulé, Silves, Portimão, Vila Real de Santo António ou Castro Marim: e isto, sem referir o que chamamos de geração de cineteatros, tantas e tantas vezes utlizados em concertos e espetáculos teatrais. Basta referir como exemplo que o edifício do Theatro Lethes de Faro vem de inícios do século XIX mas foi construído num Convento que remonta ao século XVII.

 

E a tradição tem o mérito de comportar toda uma politica de renovação/modernização, de que é exemplo flagrante este Teatro das Figuras, inaugurado em 2005 a partir do já referido contrato-programa assinado há exatos 20 anos, e como tal justifica esta nova evocação.

 

A designação de certo modo se justifica pela proximidade com uma construção do século XVIII denominada precisamente A Casa das Figuras. E já tivemos ensejo de referir a harmonização desta tradição arquitetónica setecentista com a modernidade do edifício do Teatro, implantado em H num dimensionamento que aponta para a relevância do meio urbano em que se insere, na perspetiva da própria atividade cultural.

 

E nesse sentido, importará então destacar a vocação abrangente do Teatro das Figuras, tendo em vista a lotação de 800 lugares, o fosso de orquestra para 70 executantes e um palco de grande dimensão.

 

O que, tal como já escrevemos e oportunamente citamos, parece apontar para uma vocação do Teatro Municipal das Figuras para espetáculos de maior abrangência de público, como desde logo, e até pela descontinuidade da programação, mais justifica a grande lotação em espetáculos de ópera ou de concerto, como o Teatro das Figuras parece também por isso justificar...

 

DUARTE IVO CRUZ