Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

Blogue do Centro Nacional de Cultura

Um espaço de encontro e de diálogo, em defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar. Estamos certos de que o Centro Nacional de Cultura continuará, como há sete décadas, a dizer que a cultura em Portugal vale a pena!

PLANO HUMANO ARQUITETOS

O projeto da Capela Nossa Senhora de Fátima foi premiado recentemente, com o VMZINC® ARCHIZINC TROPHY, e está também nomeado para os prémios WAF - World Architecture Festival Awards, que irão decorrer em Amesterdão durante o próximo mês de novembro.

 

 Capela de Nossa Senhora de Fátima em Idanha-a-Nova

 

 

É de rara pureza estética e de escorreito primor arquitetónico esta Capela de Nossa Senhora de Fátima que nos deixa aberta a oração à proximidade com a terra, com o céu, com o abrigo inesperado, do qual todos queremos ser parte ao modo de cada um.

 

Os Arquitetos Pedro Ferreira e Helena Vieira entenderam o espaço, a excecional localização, e, o objetivo deste projeto, numa assimilação de rara vigília a todos os elementos a ter em conta para que a diferenciação do traço desdobrasse o instante em quimera de paz, de convite, de acolhimento e de firme consola que se apoia numa vontade de existir como vontade primeira.

 

Propomos que se procure esta Capela que se situa na região centro de Portugal - concelho de Idanha-a-Nova - no Centro Nacional de Atividades Escutistas (CNAE), do Corpo Nacional de Escutas-Escutismo Católico Português.

 

Em rigor a simplicidade escutista é um compromisso, tal como esta Capela de Nossa Senhora de Fátima o é, e é um compromisso com o que se não mede, com o parto amanhã e aqui fico, com a possibilidade de inúmeras pessoas ali poderem estar em comunhão com um altar cuja dimensão é sobretudo espiritual, ou, o profundo saber exprimir de um teto de duas águas e uma estrutura de doze vigas não nos acolhesse à memória dos Apóstolos como foi intenção destes Arquitetos. Note-se que até as extremas do edifício constituem uma alusão ao lenço escutista e a estrutura de madeira e zinco conferem a proteção gentil e calorosa que cada um possa querer sentir na sua estada na Capela de Nossa Senhora de Fátima, e, desta finalidade, não descuraram também os Arquitetos.

 

Esta Capela não tem mapa de sinal que não seja de Divino, de transcendente e de terrestre.

 

É a mão do homem que não adia a amplitude de um tempo que por nossa promessa de regresso nos trará ali também, para o sabermos fazer tributo ao respirar, desta beleza que expõe esta Capela que em nada parece assentar a não ser no ar que respira vindo da qualidade da criação arquitetónica. Eis.

 

Teresa Bracinha Vieira